minas consciente 1

Protocolos serão disponibilizados de forma progressiva, conforme indicadores de capacidade assistencial e de propagação da doença
 

 

A partir desta terça-feira (28/4), prefeitos, empresários e a população mineira terão acesso aos protocolos sanitários criados pelo Governo de Minas para retomada consciente e segura das atividades econômicas nos municípios. A iniciativa faz do plano “Minas Consciente – Retomando a economia do jeito certo”, desenvolvido pelas secretarias de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede) e de Saúde (SES), que aborda a retomada gradual, progressiva e regionalizada, embasada em critérios e dados epidemiológicos, a partir de um monitoramento constante da situação pandêmica.

O governador Romeu Zema reafirma que a principal preocupação continua sendo preservar a saúde da população. “Nosso compromisso é com a vida dos mineiros. Todos os protocolos estão detalhados de forma que possam assegurar o funcionamento responsável dos estabelecimentos”, assegura.

Para garantir a segurança da população, os protocolos sanitários, que devem ser seguidos por todos cidadãos, foram divididos de acordo com as especificidades dos setores econômicos, sendo organizados em orientações básicas, comuns a todos, e orientações específicas, destinadas aos empresários e consumidores. Esses protocolos serão disponibilizados de forma progressiva, conforme indicadores de capacidade assistencial e de propagação da doença.

Com base nesses indicadores, o Minas Consciente montou uma matriz de risco, que segmenta as atividades econômicas em quatro “ondas”, sendo: onda verde – serviços essenciais; onda branca – baixo risco; onda amarela – médio risco; onda vermelha – alto risco. Vale salientar que, de acordo com os dados e análise do cenário epidemiológico, os segmentos podem mudar de onda. Existe, ainda, uma lista de setores econômicos que, devido a seu grande risco de propagação da doença, compõe um grupo à parte, que devem ter suas atividades retomadas somente após normalização da situação pandêmica no Brasil.

Essas ondas, com seus respectivos protocolos, serão disponibilizados, gradualmente, a começar pela onda verde (serviços essenciais), que estará disponível no www.mg.gov.br/minasconsciente e no aplicativo “MG App Empresas”. Os protocolos da onda branca (baixo risco) serão divulgados na quarta-feira (29/4). Os demais, ao longo dos próximos dias.

O secretário de Saúde Carlos Eduardo Amaral enfatizou que o objetivo do plano é dar uma coordenação e um direcionamento aos prefeitos de todos os municípios mineiros, com objetivo de alinhar as ações em todo o estado e facilitar a governança no enfrentamento da Covid 19. "Ressalto ainda a importância de seguir mantendo os cuidados e as medidas de segurança, pois, ainda não vencemos esta guerra", afirma.

O secretário de Desenvolvimento Econômico Cássio Rocha Azevedo reforça que o Minas Consciente está embasado em dados científicos, informações técnicas e equipe qualificada para melhor orientar os prefeitos e prefeitas. “O programa é uma ferramenta para que a tomada de decisão, que é de responsabilidade dos municípios, seja de forma consciente e progressiva. Assim, conseguiremos reaquecer a economia de Minas Gerais de forma segura para todos”, afirma.

A partir dessa iniciativa, o Governo de Minas busca conduzir a atuação no estado de forma coordenada, trazendo mais controle e efetividade para o enfrentamento da situação atual. A adoção das medidas e a retomada das atividades econômicas ficarão a critério dos gestores municipais, a partir de informações fornecidas pelo governo estadual. Também cabe aos dirigentes das cidades o acompanhamento contínuo de qualquer medida de flexibilização, para monitorar seus efeitos sobre a curva de tendência de contaminação, com possibilidade de regressão em caso de cenários adversos.

Enviar para impressão