imagem de destaque

Fotos: Pedro Gontijo (Imprensa MG)

 

O governador Romeu Zema anunciou, nesta quarta-feira (15/4), em videoconferência com dez deputados federais e estaduais, a retomada das obras do Hospital Regional de Governador Valadares, na região Leste do estado, que foram paralisadas em 2015.

A conclusão da instituição de saúde será possível graças a um acordo feito pelo Executivo estadual com a Fundação Renova, responsável pela reparação dos danos causados pelo rompimento da barragem de Fundão, em Mariana, em 2015. O termo viabilizará aporte de R$ 78 milhões e a fundação ficará responsável por entregar o hospital pronto e equipado.

Pedro Gontijo / Imprensa MG

Durante a reunião com os parlamentares, Romeu Zema, acompanhado pelo secretário de Governo, Igor Eto, destacou que a retomada das obras era uma das prioridades de sua gestão e é fruto do esforço do Executivo para acelerar medidas compensatórias que, de fato, beneficiem a população.

“Desde que assumi, solicitei, juntamente com o governador Renato Casagrande, do Espírito Santo, que nós tentássemos interceder junto à Fundação Renova para que houvesse agilização das ações que a mesma conduz no sentido de reparar os dois estados. Já conseguimos alguns avanços e a conclusão do Hospital Regional de Governador Valadares está entre os mais importantes para os mineiros, porque é uma região que realmente precisa ser melhor atendida”, afirmou.

A expectativa é de que as obras sejam concluídas no primeiro trimestre de 2022. Com cerca de 220 leitos, o hospital deve se tornar referência na região Leste, com atendimento que será prestado a todos os municípios da localidade.

O secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, ressaltou que parte da estrutura pode ser usada antes mesmo da construção completa.“Vamos começar a estudar qual será a vocação do hospital, tanto de uma forma geral para o futuro da região, quanto para o próximo inverno, quando ainda podemos ter casos de Covid-19. Esperamos que, daqui a um ano, ele já tenha condições de receber alguns leitos. Vamos realizar os estudos de gerenciamento, financiamento, características de leito e objetivos dentro da rede”, explicou.

O secretário de Estado de Planejamento e Gestão, Otto Levy, reiterou que a articulação junto à Fundação Renova é fruto do comitê Pró-Mariana, criado pela atual gestão para tentar acelerar o ressarcimento dos danos provocados pelo desastre da Samarco, em 2015.

“Quando chegamos aqui, muito pouco havia sido feito em termos de benefício efetivo para as pessoas e regiões afetadas. Na semana passada, fizemos uma reunião com a Renova e ficaram acertados os seguintes termos: deve ser ratificada nesta quinta-feira (16/4), pelo Conselho Superior da Renova, a liberação imediata dos recursos necessários para a conclusão das obras do Hospital Regional de Governador Valadares, de tal forma que a Secretaria de Infraestrutura e Mobilidade já poderá adotar os procedimentos necessários para a retomada imediata das obras”, disse.

O secretário de Estado de Infraestrutura e Mobilidade, Marco Aurélio Barcelos, também destacou a importância econômica da execução, especialmente no momento de crise provocada pela pandemia do coronavírus.

“Além da importância do hospital para a Saúde da região, é uma oportunidade de geração de emprego e renda. Acredito que as nossas obras vão auxiliar na retomada da economia. Temos aqui um primeiro foco de tantos outros que nós queremos trabalhar para o resgate econômico do Estado”, concluiu.

Participaram do encontro virtual a deputada estadual Celise Laviola; os deputados estaduais João Magalhães; Coronel Sandro; Sargento Rodrigues; e Braulio Braz; e os deputados federais Hercílio Coelho; Euclydes Pettersen; Leonardo Monteiro; Paulo Abi Ackel; e Vilson da Fetaemg.  

Enviar para impressão