Avams

Nilson Borges ressalta a importância de o Idene trabalhar projetos estruturantes que transformem a vida da população do Norte e Nordeste de Minas

O Instituto de Desenvolvimento do Norte e Nordeste de Minas Gerais (Idene) e as secretarias de Estado de Saúde e Desenvolvimento Social representaram o governo de Minas Gerais no Seminário de Políticas Públicas para os Municípios da Área Mineira da Sudene, em Montes Claros, encerrado na última sexta-feira (31/5). O evento foi promovido pela Associação de Câmaras de Vereadores da Área Mineira da Sudene Avams).

O diretor-geral do Idene, Nilson Borges, reafirmou o compromisso do governo mineiro de se aproximar da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste, a partir do momento em que o governador Romeu Zema decidiu participar do Conselho Deliberativo (Condel) da Sudene, no dia 24 de maio, em Recife (PE).

Naquela ocasião, diversos projetos de interesse do estado foram defendidos, entre eles a duplicação da BR-251, no trecho que liga Montes Claros a Cachoeira do Pajeú. A proposta é que a estrada seja estadualizada para que o Estado possa fazer a concessão à iniciativa privada. A melhoria de outras rodovias que passam pela região também está inserida nas propostas de Minas Gerais, bem como o estímulo à atração de investimentos em energia fotovoltaica e enfrentamento da crise hídrica.

Ao todo são mais de 200 iniciativas, que totalizam R$14 bilhões. Em acerto com o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), o Idene solicitou que os testes de dessalinização de água sejam realizados na região de abrangência do Idene.

Em relação ao Idene, Nilson Borges reforçou que o instituto passa por uma reestruturação para que possa fazer mais com menos. Há inclusive uma valorização do pessoal de carreira. A diretriz governamental é desenvolver projetos estruturantes que sejam capazes de transformar a vida da população das regiões Norte e Nordeste. As ações e projetos em andamento estão passando por análise para que sejam mais eficientes.

O diretor-geral do instituto disse que as lideranças regionais -- bem como instituições de ensino e pesquisa e representantes dos governos estadual e federal -- reunidas ali para discutir desenvolvimento, era algo que merecia aplausos.

Ele lembrou também a existência na Assembleia Legislativa, da Frente Parlamentar do Norte e Nordeste de Minas, formada por deputados da região. “Temos muito trabalho, mas somente com o apoio de todos será possível realizar ações efetivas de desenvolvimento. A iniciativa da Avams, liderada pelo vereador Daniel Dias foi um excelente momento”

Além de lideranças regionais e autoridades estaduais e federais na discussão de desenvolvimento, houve participação de representantes da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes) e Instituto Federal do Norte de Minas Gerais (IFNMG), Companhia do Desenvolvimento do Vale do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf). E ainda entidades da sociedade civil como a Agência de Desenvolvimento da Região Norte de Minas Gerais (Adenor) e regional da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), entre outras. Todas se colocaram à disposição para participar das discussões que possibilitem conquistas que acelerem o desenvolvimento.  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Enviar para impressão